ENTRETENIMENTO

Governo de MS se prepara para lançar concessão de rodovias da região leste do Estado – Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

Projeto de concessão de rodovias da região Leste de Mato Grosso do Sul avança para garantir melhorias em um dos mais importantes corredores de escoamento da economia do Estado. O Conselho Gestor de Parcerias aprovou nesta quinta-feira (4), durante a 30ª reunião do grupo, o projeto coordenado pelo EPE (Escritório de Parcerias Estratégicas).

O estudo considerou a instalação de indústrias de celulose e o aumento de fluxo de veículos projetado para os próximos anos pela expansão da região Leste, formando a Rota da Celulose. O sistema rodoviário a ser concedido inclui os principais corredores que ligam a capital ao Sudeste do país, passando por nove municípios sul-mato-grossenses.

A estruturação do projeto envolve modelagens técnica, econômico-financeira e jurídica. Destina-se à adequação de capacidade, reabilitação, operação, manutenção e conservação dos seguintes trechos: MS-040, de Campo Grande a Santa Rita do Pardo; MS-338, que liga Santa Rita do Pardo a Bataguassu; e MS-395, de Bataguassu ao entroncamento com a BR-267, além da BR-262, ligando Campo Grande a Três Lagoas e BR-267, que compreende a ligação dos municípios de Bataguassu a Nova Alvorada do Sul.

O Escritório de Parcerias Estratégicas, responsável pela estruturação dos projetos de concessões do Estado, manteve o modelo de delegação de trechos das rodovias federais, adotado no projeto anterior, para compor o lote das rodovias estaduais.

As melhorias previstas atendem o volume de tráfego atual e o projetado nos próximos anos. Estão estimados R$ 9 bilhões em capital privado na concessão de 870 quilômetros pelo período de 30 anos, cujo objetivo é ampliar e antecipar investimentos em infraestrutura para a melhoria da malha viária, com duplicações, acostamentos, terceiras faixas, dispositivos em nível e proporcionar mais segurança e prestação de serviços aos usuários veículos operacionais entre eles ambulâncias, guinchos, combate a incêndios, desobstrução de pistas e inspeção para controle do tráfego.

O projeto atende ainda às diretrizes do programa Estrada Viva, do Governo do Estado, para preservação da fauna silvestre. Entre eles, a implantação de dispositivos de prevenção de acidentes como passagens de fauna, tela condutora, placas de alerta e lúdicas, controladores de velocidade e manejo de animais silvestres atropelados, bem como do serviço de Resgate e Reabilitação de Fauna e ações de educação ambiental de usuários e comunidade em geral.

Participaram da 30ª reunião os membros do Conselho Gestor de Parcerias do PROP-MS (CGP): Eliane Detoni, Secretária de Parcerias Estratégicas (EPE), Rodrigo Perez Ramos, Secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica (SEGOV), Ana Carolina Ali Garcia, Procuradora-Geral do Estado (PGE), Karoline Ferreira Dutra, suplente do Secretário de Estado de Fazenda (SEFAZ), Hélio Peluffo Filho, Secretário de Estado de Infraestrutura e Logística (Seilog), Jaime Elias Verruck, Secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (SEMADESC), Carlos Alberto de Assis, Diretor-Presidente da Agems, Caroline Farias Tomanquevez – Diretora de Regulação e Fiscalização, Transporte, Rodovias, Ferrovias, Portos e Aeroportos, e Mauro Azambuja Rondon, Diretor-Presidente da Agesul.

Laine Breda, EPE/MS

Fotos: Edemir Rodrigues